Publicado em: sexta-feira, 09/03/2012

Produção de soja será reduzida, anuncia Conab

Devido aos problemas climáticos do La Niña enfrentados em algumas regiões do país, a produção de soja da safra 2011/12 no país foi reduzida para 68,75 milhões de toneladas em pesquisa feita no início deste mês. Em fevereiro, quando os problemas pareciam menores, o relatório divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) ainda previa 69,23 milhões de toneladas. A redução da quantidade de produção é resultado da estiagem que afetou as regiões Sul, Sudeste e sudoeste do Mato Grosso do Sul. Como estes são os principais produtores, tiveram grande impacto na produção nacional. O Brasil é o segundo maior produtor de soja do mundo.

Segundo a Conab, os piores problemas causados pelo La Niña se concentraram no Rio Grande do Sul e no Paraná. Isso se deve ao fato de que a estiagem ocorreu no período em que a plantação necessitava de mais chuva, quando estavam nas etapas de floração e frutificação. Na safra 2010/11 o Brasil alcançou 75,32 milhões de toneladas. Além da queda na produção a Conab já espera diminuição na quantidade de produto que será exportado. Na safra passada foram 32,4 milhões de toneladas, no entanto agora se estima que sejam apenas 31,8 milhões de toneladas. Segundo a Conab, este é o primeiro relatório, depois de cinco anos, que a estimativa de exportação diminuiu.

Milho, ao contrário da Soja, tem alta estimativa para a safra

O último relatório divulgado pela Conab mostra que a estimativa para a produção de milho aumentou para um valor recorde no país. Espera-se uma colheita de cerca de 61,7 milhões de toneladas. No último relatório que havia sido divulgado, esperava-se apenas 60,83 milhões de toneladas. A Conab informou que esse aumento se deve a recuperação das plantações do produto da safra e também do crescimento do plantio para a segunda safra, conhecida como safrinha, que deve ser colhida nos meses de julho e agosto.

Especificamente para a safrinha do produto, o relatório estima 25,8 milhões de toneladas. Esse número está um pouco acima do previsto no mês passado. Se comparadas as safras de 2011 e 2012 espera-se um aumento de 20% na produção. O plantio da safrinha ainda está em andamento, mas estima-se em 14% a mais de área plantada que em 2011.