Publicado em: sexta-feira, 30/03/2012

Procon-SP alerta consumidores para variação nos preços de ovos de Páscoa

Os preços de produtos de Páscoa podem apresentar variação de até 88%, segundo pesquisa feita pela Fundação Procon-SP. Os dados foram divulgados ontem. Se o consumidor não pesquisar ele pode pagar quase o dobro pelo mesmo produto que em outro estabelecimento tem uma grande diferença. A maior delas foi observada com o ovo de sabor “chocolate com doce de leite crocante”, da Village. No Extra de São Paulo ele foi cotado a R$ 6,89, no entanto na Chocolândia da zona sul, o preço estabelecido pela loja era de R$ 12,95. São R$ 6,06 de diferença, o que significa uma variação de 87,95% entre um local e outro.

Para a pesquisa foram observados os preços de 147 produtos em dez lojas de São Paulo. A pesquisa foi feita entre os dias 12 e 14 de março. Com relação às colombas, os chamados bolos de páscoa, a diferença maior foi de 56,69%. Trata-se de dois produtos da marca Visconti: Frutas Colomba e Gotas sabor Chocolate Colomba. O menor preço observado entre 10 estabelecimentos estava no Extra. Neste mercado os dois produtos custavam R$ 8,29, no entanto no Carrefour o preço era de R$ 12,99.

Já a variação das caixas de chocolate chega a quase 60%. Os bombons finos da Montevérgine apresentaram uma diferença de 59,92%, pois enquanto nas Lojas Americanas, a caixa custava R$ 4,99, no Walmart não saia por menos de R$ 7,98.

Comparando os estabelecimentos, o Extra situado na Bela Vista, foi o que apresentou preços mais vantajosos para o consumidor. Os valores eram iguais ou menores em 124 dos 127 itens encontrados. Com preços menores eram 59 deles, o que equivale a 46% dos 127. Outro problema detectado nos mercados foi a diferença do peso entre os produtos, embora na embalagem tivesse descria a mesma quantidade. Segundo o órgão de proteção ao consumidor (PROCON), é preciso comparar o preço, o peso e a qualidade. As diferenças de peso entre uma caixa e outra de chocolate chegam a 10%.