Publicado em: quarta-feira, 18/07/2012

Problemas de saúde relacionados com obesidade e sobrepeso resultam em gastos de R$ 3,5 bi aos cofres públicos

Uma pesquisa realizada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), o governo brasileiro tem gastos acima de R$ 3,5 bilhões ao ano com problemas de saúde relacionados à obesidade e ao sobrepeso da população. Para a produção dessa pesquisa, considerou-se os atendimentos e internações pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Para chegar a esses resultados, os pesquisadores tiveram acesso também aos dados da pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), realizada pelo Ministério da Saúde. O trabalho teve duração de seis meses e teve início no final do não passado. Nos resultados não foram incluídos gastos do Estado com remédios e licenças médicas, apenas gastos diretos em hospitais e postos de atendimento, excluindo-se, ainda, os atendimentos da rede privada de saúde. Para poder relacionar as doenças com o sobrepeso, o professor da Uerj, o médico Denizar Vianna, disse que foram feitas diversas leituras para contatar tal relação. Também foram usados dados dos gastos do governo para relacionar com as doenças.

Doenças cardiovasculares equivalem a 67% das despesas do SUS

O estudo constatou que as doenças cardiovasculares, as quais são consideradas como a maior causa de morte no país, são responsáveis por 67% dos gastos do governo no SUS. O custo chega a R$ 2,37 bilhões por ano. Também foram identificados dados sobre casos de acidente vascular cerebral, hipertensão arterial e outras doenças. Segundo Vianna, a população engordou nos últimos anos, já que 48,5% dos brasileiros têm sobrepeso e 15,8% já podem ser considerados como obesos. Segundo o médico, a obesidade pode ser considerada como um fator de risco à saúde tão importante quanto o tabagismo. Essa pesquisa pode servir, segundo o professor, para orientar as políticas públicas na área da saúde, como por exemplo, campanhas para alimentação saudável, assim como para a prática da atividade física.