Publicado em: quinta-feira, 16/02/2012

Pringles foi vendida por R$ 4,6 bilhões para a Kellogg

Depois de negociações que vinham ocorrendo há algum tempo, foi anunciado ontem (15) pela Kellogg Company, que a empresa chegou a um acordo para a compra da Pringles. A marca de batatas foi vendida pela Procter & Gamble pelo valor de US$ 2,69 bilhões. Segundo a empresa compradora, esta foi uma estratégia excelente.

A Kellogg Company, que é produtora de diversos cereais, pretende construir também uma marca global de aperitivos. Segundo a empresa, esta é uma das suas metas principais com a compra da Pringles. Além disso, a Kellogg espera que, depois dessa grande aquisição, suas ações aumentem no mercado. A valorização esperada é de US$ 0,08 e US$ 0,10 ainda neste primeiro semestre de 2012.

Em novembro de 2011 a Procter & Gamble havia anunciado a venda da marca de batatas Pringles para a Diamond Foods. No entanto, em função de problemas anunciados pela Diamond Foods na semana passada, as negociações foram desfeitas. A compra esta programada para ser finalizada até meados de 2012, mas a Diamond Foods disse que os resultados dos rendimentos da empresa nos dois últimos anos – 2010 e 2011 – teriam que ser reavaliados.

Nesse ambiente de instabilidade as duas empresas deixaram de negociar, dando espaço para a Kellogg Company. A empresa compradora já anunciou que deve incorporar os mais de 1.700 funcionários da Pringles e espera que a compra seja aprovada até junho deste ano.

Pringles é vendida em mais de 140 países

A batata Pringles é fabricada nos Estados Unidos, Europa e também na Ásia e já são distribuídas e vendidas em mais de 140 países. Atualmente as vendas geram cerca de US$ 1,5 bilhão. O produto foi introduzido no mercado em 1968, quando foi inventado por Alexander Liepa, em Ohio, nos Estados Unidos. A Pringles é muito conhecida principalmente pela sua embalagem (um tubo cilindro) e pela logomarca. No Brasil o produto chegou durante os anos 1990.