Publicado em: sábado, 03/09/2011

Primeiro dia de filiação em massa garante ao PSD segunda maior bancada da Câmara de São Paulo

O Partido Social Democrático (PSD), do prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, já é a segunda maior bancada da Câmara da cidade. Ao conseguir o número mínimo de diretórios estaduais nesta quinta-feira (1), na sexta-feira (02) começaram as filiações ao partido. Agora, o PSD conta com o mesmo número de representantes no Legislativo que o PSDB, com sete representantes cada. No caso, o PSDB perdeu seis integrantes desde 2009.

Com essa proporção de representatividade na Câmara, o PT continua em primeiro lugar, pois tem 11 vereadores. Portanto, a reestruturação partidária com a criação do PSD não afetou a maioria governista. Apesar de as filiações terem começado, o partido ainda não ganhou o registro, que deve ser concedido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ainda assim, Kassab considera que o partido está praticamente criado. Depois de terem anunciado que conseguiram o mínimo para o registro, 490 mil assinaturas comprovadas em nove estados, Kassab informou que até semana que vem devem ser criados outros diretórios pelo país.

Com relação ao novo partido na bancada da Câmara, o representante do PSDB, Floriano Pesaro, declarou que “acho que a primeira coisa que temos é uma bancada do mesmo tamanho. Será uma bancada importante – a segunda maior, junto com o PSDB – com muitos vereadores influentes e experientes.”

Por enquanto, aqueles que mudaram de partidos foram Domingos Dissei, Edir Sales, Marco Aurélio Cunha e Ushitaro Kamia, até então Democratas, e Police Neto e Souza Santos, que deixaram a sigla do PSDB. Antes de decidir criar o PSD, Kassab fazia parte do DEM.