Publicado em: quarta-feira, 21/09/2011

Previsões de gastos para a Copa aumentaram em oito meses

As obras em todas as cidades-sedes da Copa do Mundo de 2014 no Brasil ficaram bem mais caras. Em apenas oito meses, o orçamento ficou R$ 6,829 bilhões maior. Um aumento de 28,7% do que era previsto no início de 2011.

O levantamento foi feito pela consultoria legislativa do Senado. De acordo com o estudo, o crescimento nos gastos foi impulsionado pela construção do estádio do Corinthians em São Paulo como sede da cidade paulista e pelo novo projeto de mobilidade urbana de Belo Horizonte.

O estádio em São Paulo está orçado em R$ 820 milhões e as obras em Belo Horizonte aumentaram R$ 3,247 bilhões. Cuiabá foi a sede que, proporcionalmente, teve seu orçamento mais ampliado.

Para se chegar aos resultados foram comparados dois documentos. O primeiro, de janeiro, foi o “1º Balanço das Obras da Copa do Mundo Fifa 2014”. O segundo foi o documento “Situação dos Preparativos do País para a Copa do Mundo Fifa 2014”.