Publicado em: segunda-feira, 12/03/2012

Preso acusado de arrastões em restaurantes em fevereiro

Na sexta-feira (9), a Polícia Civil de São Paulo prendeu um homem acusado de fazer parte do grupo que realizou dois arrastões em restaurantes localizados nas zonas oeste e sul da cidade, em 13 e 14 de fevereiro. Segundo Pedro Bonamin, delegado do 5.º Distrito Policial (Aclimação), outros dois envolvidos no caso já foram identificados e devem ser detidos em breve. Para a polícia, os atos foram cometidos por cinco ou seis homens integrantes de uma mesma quadrilha.

Icaro Roger Costa, de 19 anos, é vendedor e foi localizado em sua residência, no Glicério, centro, há 10 dias. O rapaz foi reconhecido após as imagens das câmeras de segurança dos restaurantes roubados terem sido analisadas. Segundo as informações do delegado, da quadrilha apenas ele não utilizou nada para cobrir o rosto. Junto dele foram capturados objetos como anéis, pulseiras e relógios.

“Convidamos as vítimas desses arrastões para reconhecer os objetos apreendidos e o rapaz”, esclareceu o delegado. Algumas delas identificaram os pertences pessoais, já o rapaz não foi reconhecido, pois durante o crime, as vítimas foram obrigadas a ficar abaixadas nas mesas durante os furtos.

Nesta semana dois menores foram detidos no Shopping Higienópolis, região da capital, ao tentarem vender relógio e colares para as pessoas que passavam pelo local. “O relógio era exatamente o da descrição do boletim de ocorrência feito por uma vítima desses arrastões”, informou a policia.

O primeiro destes arrastões ocorreu no restaurante Clos de Tapas, no Itaim-Bibi. Oito clientes foram rendidos e roubados. Já no outro dia, 40 clientes do restaurante Nello’s, em Pinheiros, foram vítimas do assalto. O rapaz preso confirmou a sua participação somente no roubo ao restaurante Nello’s.

“O outro eu não assaltei, não. E os objetos apreendidos são da minha mulher, que trabalha como vendedora autônoma na Rua 25 de Março”, garantiu.