Publicado em: quinta-feira, 19/07/2012

Presidente sírio está no palácio em Damasco

Nesta quinta-feira (19), o conselheiro chefe de Estado confirmou que o presidente da Síria, Bashar al-Assad, está no palácio presidencial, localizado em Damasco, desmentindo boatos de que ele teria saído da capital. As especulações a respeito do paradeiro de Assad aconteceram devido ao silêncio do presidente depois das mortes dos oficiais na quarta-feira.

O funcionário, que pediu para que seu nome não fosse divulgado, afirmou para a agência de notícias France Presse que o presidente sírio está no palácio da capital junto com seus colaboradores para definirem “os destinos do país”. Nesta quarta-feira, o cunhado de Bashar al-Assad; o ministro da Defesa, general Dawoud Rajiha; o assistente presidencial Hassan Turkmani e o vice-ministro da Defesa, general Assef Shawkat foram mortos em um atentado realizado no prédio da Segurança Nacional, quando as autoridades do país estavam em uma reunião no lugar.

Veto

Nesta quinta-feira, a China e a Rússia vetaram novamente a resolução que tem o apoio dos Estados Unidos no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), que faz ameaças as autoridades da Síria com punições se o país não parasse de utilizar armamento pesado contra os rebeldes. A resolução também puniria as autoridades de as tropas do governo não fossem retiradas das cidades.

Com o poder de veto, China e Rússia pretendem barrar as resoluções que iriam causar pressão ao regime de Bashar al-Assad, pressões estas que tentam fazer com que a violência diminua no país. A votação do Conselho totalizou 11 votos favoráveis, dois contrários.