Publicado em: segunda-feira, 14/05/2012

Presidente executivo do Yahoo deixa cargo depois de polêmicas

Scott Thompson, presidente executivo do Yahoo, abandonou o cargo envolvido em acusações de ter fraudado o currículo acadêmico, tendo incluído nas informações pessoais um falso diploma de formação em ciências da computação.

A empresa confirmou a informação de que Thompson deixou o cargo, devendo ser substituído por Ross Levinsohn, diretor global de imprensa da companhia californiana. O Yahoo também estaria muito perto de concluir um acordo com o acionista Daniel Loeb, que descobriu a falsa informação no currículo de Thompson.

O acionista foi quem pressionou pela saída de Thompson, e agora tem chances de ser indicado como um dos diretores da empresa. A companhia deve em breve renovar seu quadro de diretores e outros funcionários.

Corte de despesas

A empresa já admitiu que Scott Thompson, que assumiu o cargo de presidente executivo em janeiro deste ano, não possuía mesmo formação em ciências da computação.

O ex executivo atuava como presidente de uma conhecida companhia de pagamentos online, o Paypal, desde o ano de 2008, quando passou a assumir a posição no Yahoo. Lá, Thompson substituía Tim Morse, que havia assumido o cargo em caráter temporário, depois da demissão de Carol Bartz em setembro do ano passado.

Desde que estava no Yahoo, Thompson vinha tentando cortar despesas da companhia. Parte desta ação envolvia o corte de dois mil funcionários, ou o equivalente a 14% da força de trabalho da companhia, na tentativa de economizar anualmente US$ 375 milhões.