Publicado em: terça-feira, 28/01/2014

Presidente do Banco Central tem boas perspectivas para este ano

Presidente do Banco Central tem boas perspectivasAlexandre Tombini, Presidente do Banco Central, diz que não está nem um pouco otimista com a atual situação da economia no Brasil para este ano com a perspectiva de um crescimento por volta de 2 por cento. Segundo ele, o tempo é de desafio e o Brasil está em uma transição. Em 2014 o destaque é para números mais positivos com a criação de mais empregos. Em sua visão isso não é otimismo, pois o país está crescendo a 2 por cento e com uma inflação acima da meta, isso não é otimismo e sim realista sobre o que tem como foco daqui por diante.

Para ele a reação tem que ser adequada acima de um diagnóstico e para isso o Brasil aumentou os juros em 325 pontos da taxa selic para tentar uma segurada na inflação. O FMI (Fundo Monetário Internacional) divulgou uma previsão recentemente que a economia no Brasil terá crescimento de 2,3 por cento neste ano. Para Tombini, em Janeiro deve ficar em torno de 5,7 por cento.

Mesmo com um crescimento abaixo do potencial desde 2010, o Brasil gerou 4,5 milhões de empregos com inclusões sociais. As indústrias brasileiras estão mais confiantes na economia e com isso vem aumentando nos últimos tempos, mas ainda assim estão estimulando investimentos para criação de fábricas no país. O momento ainda é de muita cautela e está vendo que melhorou muito a comunicação com os americanos desde dezembro do ano passado.