Publicado em: sexta-feira, 17/01/2014

Preparação da seleção norte-americana inclui aulas de português

A seleção dos Estados Unidos está longe de ser uma das favoritas à conquista do título da Copa do Mundo de 2014. Entretanto, pelo menos até o momento, os norte-americanos são, de longe, a equipe com melhor preparação para o mundial. Nesta semana, a seleção dos Estados Unidos desembarcou no Brasil para um reconhecimento inicial. A equipe está hospedada no centro de treinamentos do São Paulo e já agendou um jogo-treino com a equipe profissional do tricolor paulista. A federação norte-americana de futebol pretende ainda realizar uma segunda partida, mas, devido ao calendário, o São Paulo ainda não respondeu se isso será possível.

Além da preparação dentro das quatro linhas, os norte-americanos também estão buscando se adaptar fora dos gramados. A US Soccer, federação de futebol do país, está oferecendo um programa online para que seus atletas e comissão técnica aprendam português. O objetivo é tornar mais fácil a comunicação com os funcionários do centro de treinamentos do São Paulo, além da imprensa nacional.

Todos os membros da comissão técnica dos Estados Unidos, incluindo o alemão Jürgen Klinsmann, técnico da seleção, já começaram a arranhar no português. De acordo com Klinsmann, até o final de janeiro seus atletas já deverão saber o básico da língua.

Preparação

A presença da seleção dos Estados Unidos no Brasil está fazendo com que o país comece realmente a viver a Copa do Mundo, mesmo que boa parte dos atletas que tenham vindo para esta primeira viagem não componha a seleção principal do país. Inicialmente, os norte-americanos passarão duas semanas no país. Jürgen Klinsmann convocou 26 atletas. Destes, nove nunca vestiram a camisa da seleção dos Estados Unidos.

Nesta primeira viagem, estão basicamente jogadores que atuam no campeonato norte-americano, a Major League Soccer. Isso porque, assim como no Brasil, o torneio não está sendo disputado no momento. Boa parte dos titulares da seleção dos Estados Unidos atua no futebol europeu, cujos campeonatos estão em andamento no momento.

Simpatia

Reservas ou não, os norte-americanos têm esbanjado simpatia desde que chegaram ao Brasil. Um dos maiores ídolos do futebol norte-americano, o atacante Landon Donovan, já começou a se arriscar em expressões básicas de português, como o “bom dia” dado aos jornalistas antes dos treinos desta quarta-feira.

O diretor de comunicação da seleção dos Estados Unidos também tem mostrado alguma desenvoltura no português, principalmente durante as entrevistas coletivas. Jürgen Klinsmann, ídolo do futebol alemão e treinador dos EUA, é o maior incentivador deste aprendizado. Para ele, aprender português tem de ser encarado como um desafio saudável, que ajuda no crescimento pessoal de seus jogadores.

Calendário

Após as duas semanas de treinamentos no Brasil, a seleção norte-americana retorna para seu país. A equipe voltará ao Brasil apenas em maio, quando se instalará definitivamente no CT do São Paulo para a disputa da Copa do Mundo de 2014. Os norte-americanos não terão vida fácil na fase de grupos, quando precisarão enfrentar Gana, Alemanha e Portugal. As duas equipes europeias do grupo são as francas favoritas para a conquista das duas vagas.