Publicado em: sábado, 05/11/2011

Premiê grego começa a negociar com presidente a formação do novo governo

O primeiro-ministro grego, George Papandreou, deu início neste sábado (05) às negociações para formar um novo governo. A decisão foi tomada por estar em meio a uma crise política em decorrência da crise econômica que vem abalando a Grécia e ameaça a saída do país da Zona do Euro. Antes de conversar com o presidente, Karolos Papoulias, Papandreou afirmou que é essencial chegar a um consenso político a fim de evitar eleições antecipadas em meio à crise econômica.

“Para criar esta cooperação mais ampla, vamos começar os procedimentos e contatos necessários em breve. Temo que a falta de cooperação possa prejudicar a forma como nossos parceiros veem nossa vontade de permanecer no núcleo central da União Europeia e (da zona) do euro,” declarou Papandreou antes de se encontrar com o presidente. O premiê também declarou que o consenso político servirá para mostrar aos parceiros que a Grécia consegue honrar seus compromissos.

A reunião com o presidente só foi possível depois que Papandreou ganhou uma moção de confiança no Parlamento. Com 153 votos a favor e 145 contra, Papandreou saiu vitorioso com uma pequena diferença, mas não foi obrigado a renunciar ao seu cargo. A moção de confiança foi votada após Papandreou convocar um referendo sobre o acordo com a União Européia.

De acordo com Papandreou, “(trata-se) de um acordo que nos dá segurança, que nos garante nosso espaço na Europa. Um acordo que nos permite zerar boa parte de nossas dívidas e pagar menos juros. Isso facilita nossa caminhada nos próximos anos”.