Publicado em: segunda-feira, 04/06/2012

Preço do carro usado também fica mais em conta após a redução do IPI

Com as novas medidas impostas pelo governo, ficou mais fácil também comprar o carro usado. O mercado está mais ativo depois da redução do IPI. Segundo Silvan Dal Bello, presidente da Assovepar (Associação dos Revendedores de Veículos do Paraná), com a redução de 6% dos carros novos, em média, com o IPI mais baixo, houve também a desvalorização dos usados em até 15%. Segundo Dal Bello, um VW Gol G5 1.0 2011 básico, que custava R$ 25 mil em janeiro nas revendas, agora não passa de R$ 22 mil.

Conforme explicou Dal Bello, é preciso ter calma neste momento, pois a expectativa é de uma redução ainda maior nas próximas semanas para os veículos de até dois anos.

Segundo Marco Souza, gerente da Pontual Automóveis, isso causa um problema, pois enquanto a desvalorização é boa para quem quer comprar um veículo neste momento, aqueles que precisam vender estão em uma situação complicada, pois ninguém quer comprar um usado pagando um valor muito caro, pois aí quase chega ao valor de um veículo novo. Ele diz que, se a loja pagar muito, não terá lucro nenhum na venda do usado.

Investir em pequenas melhorias pode ser o segredo, diz mecânico

Segundo Ricardo Cândido, da oficina Pégasus, uma das saídas para conseguir um preço melhor no veículo usado é fazer algumas melhorias. É o caso, por exemplo, de fazer uma cristalização. Isso melhora o aspecto do carro e evita que o comprador queira abater R$ 500 no valor para refazer a pintura. Segundo ele a cristalização custa, em média, R$ 80. Outra mudança que melhora o aspecto do carro é a troca do troca do reservatório de água. Segundo Cândido, essa é uma peça que acumula sujeiras e, quando trocada, representa que o veículo está com a manutenção em dia.