Publicado em: sábado, 12/05/2012

Prazer obtido nas redes sociais é parecido com o da comida e sexo

De acordo com um estudo publicado nos Estados Unidos nesta semana, a publicação de comentários sobre variados temas nas redes sociais na internet gera um prazer que pode ser comparado a aquele que é obtido com comida e com o sexo.

Isso acontece porque quando o usuário fala sobre si mesmo a substância dopamina é liberada. Essa substância química tem relação com os sentimentos de prazer e também pela antecipação de uma recompensa. Esse estudo foi feito por neurologistas e foi publicado na última segunda-feira, 7 de maio, nas Atas da Academia Nacional de Ciência dos Estados Unidos.

De acordo com os pesquisadores, as pessoas dedicam de 30 a 40 % de seus discursos para “informar aos outros sobre suas próprias experiências subjetivas”. Porém, quando estão nas redes sociais, esse percentual pode atingir 80%.

Segundo as explicações dos cientistas, as pessoas fazem confidências porque ao falar de si mesmos e essa é uma ação com um determinado valor, assim como outras atividades que geram recompensas imediatas como comer ou fazer sexo.

Vale lembrar que este estudo não menciona diretamente o Facebook, já que se ateve a resposta do cérebro das pessoas quando elas tinham a chande de compartilhar seus sentimentos e pensamentos.

Este estudo defende a ideia de que os seres humanos, assim como outros primatas, podem deixar recompensas em segundo plano para conseguir uma forte resposta cerebral. Nele, os participantes recebiam uma certa quantia em dinheiro como recompensa para responder sobre coisas factuais que observavam e uma recompensa num valor menor para dar o seu próprio ponto de vista sobre um tema. Em vários casos, o participante preferia receber a recompensa menor, mas ter a oportunidade de falar se si mesmo.