Publicado em: terça-feira, 20/12/2011

Poucos torcedores recebem delegação santista em aeroporto

Ao contrário do que aconteceu no embarque com direção do Japão, onde o aeroporto estava lotado por torcedores, o Santos desembarcou nesta terça-feira, dia 20 de dezembro, sem grande parte de sua torcida no Aeroporto Internacional de Guarulhos. Aproximadamente 30 torcedores esperavam pela delegação santista depois da derrota do time para o Barcelona, por 4 a 0, na final do Mundial de Clubes.

Mesmo com a presença de poucos torcedores no local, o ambiente era de muito apoio e presentes. Um dos integrantes da torcida organizada do Santos afirmou que os santistas “deixaram o time na mão” depois da derrota em Yokohama no domingo. A delegação do Santos chegou ao aeroporto às 5h33, mas só deixou o salão de embarque às 6h35. Os poucos torcedores gritavam pelo nome do técnico Muricy Ramalho e de alguns jogadores.

O goleiro Rafael afirma que estava muito feliz pelo reconhecimento dos torcedores. Outro jogador que ficou satisfeito com a recepção foi o atacante Borges, que afirma que o time não perdeu para qualquer clube, mas sim para o Barcelona. O lateral Danilo, que está de partida para o Porto, disse que o time foi “até onde dava”.

Quando Neymar apareceu, porém, a confusão ficou maior. Ele estava em um cordão de isolamento com seguranças e passou muito rápido por todos, sem falar com os torcedores que solicitavam um autógrafo ou uma fotografia. Neymar de manifestou através de sua conta no Twitter, agradecendo o apoio de todos e concluindo com a frase “Orgulho que nem todos podem ter”.

Jogadores, comissão técnica a os outros membros do Santos encararam uma longa e cansativa viagem de volta para o Brasil. A delegação saiu na segunda-feira, às 11 horas (pelo horário de Brasília) ruma a Munique, na Alemanha. Depois, embarcou em direção ao Brasil às 19 horas, chegando em terras brasileiras às 5h55.