Publicado em: sexta-feira, 11/10/2013

Poucos artistas deram adeus a Norma Bengell

Poucos artistas deram adeus a Norma BengellOs cineastas ficaram indignados depois que apenas 15 artistas compareceram ao velório da atriz Norma Bengell. O corpo foi cremado. Uma das pessoas que se revoltaram com a falta de consideração da classe artística brasileira foi Luiz Carlos Barreto.

O corpo de Norma Bengell foi cremado na última quinta-feira, dia 10 de outubro. O procedimento aconteceu no cemitério do Caju, localizado na cidade do Rio de Janeiro. A própria artista reclamava da situação de abandono dos amigos famosos nos últimos momentos de sua vida.

Na cerimônia de adeus, os 15 artistas presentes rezaram a oração do Pai Nosso e deram uma salva de palmas. Entre os presentes estavam Luiz Carlos Barreto, Paulo Thiago e Roberto Faria. Todos esses se mostraram revoltados com a falta de consideração dos demais colegas que ficaram em casa.

Um dos motivos apontados por Barreto para a falta de amigos de Norma seria preconceito gerado por disputas judiciais que envolviam dinheiro. O Tribunal de Contas da União não aceitou a prestação de contas das produções Norma e O Guarani. Por isso, Norma recebeu uma Ação Civil Pública. A autobiografia dela nem mesmo chegou a ter a produção iniciada.

O cineasta Barreto disse que queria protestar a falta dos colegas no velório, principalmente as pessoas que trabalharam com Norma entre os anos de 1950 e 1960. Ele falou que é por puro preconceito mesmo a atriz tendo provada que era inocente no processo. Barreto diz que a atriz não entendia como funcionava a burocracia e não foi bem acessada. Na opinião dele, Norma começou a ficar doente por conta desse problema de dívida com o governo federal.

Barreto diz que a colega precisou sacrificar sua saúde e ficou depressiva. Ele afirma que Norma carregou muita tristeza por causa das dívidas injustas, apesar de seu prestígio como atriz. Ela teve os bens bloqueados. Outro colega que se pronunciou foi Paulo Thiago, que trabalhou com a atriz na produção chamada Vagas par Moça de Fino Trato.

Paulo ainda tem esperanças de que Norma seja homenageada da maneira que merece. Ele enfatizou que não viu ninguém representando o cinema e nem o Festival do Rio na cerimônia de despedida.