Publicado em: sexta-feira, 01/02/2013

Portal Mega já recebeu ao menos 150 notificações por violação de direitos autorais

Portal Mega já recebeu ao menos 150 notificações por violação de direitos autoraisO portal Mega, do alemão Kim Dotcom, já teve 150 notificações de vários países, como os Estados Unidos, por violar os direitos autorais, apontou a imprensa da Nova Zelândia durante esta quinta-feira (31).

O Mega teve seu lançamento em 20 de janeiro em uma grande festa que Dotcom organizou na Nova Zelândia, ele está em liberdade condicional naquele país, esperando para que tenha um julgamento para extradição devido a alguns supostos crimes como pirataria de informática que está previsto para ocorrer no mês de agosto deste ano.

Desde o momento que começou a operar, o portal já teve que tirar vários conteúdos do ar depois de receber cerca de 150 advertências por ter violado os direitos para propriedade intelectual, conforme aponta o canal TVNZ do país da Oceania.

Ira Rothken, advogado de Kim Dotcom nos Estados Unidos, afirmou que o portal reagiu de maneira veloz às notificações que tiveram contra o Mega, que pode oferecer armazenamento com até 50 Gbytes de maneira gratuita e ainda há a possibilidade de que os usuários façam o compartilhamento dos arquivos utilizando uma chave codificada. Ele ainda diz que o Mega não tem o propósito de que os serviços para armazenamento sejam utilizados de maneira ilegal.

O lançamento do Mega ocorreu exatamente durante o primeiro aniversário da operação que o FBI em conjunto com a polícia neozelandesa contra Dotcom e o portal Mega na mansão que ele tem em Auckland.

Fora Dotcom, a operação deteve mais três sócios dele. Na operação as autoridades fecharam o antigo site de compartilhamento, confiscaram os bens de Dotcom, congelaram as contas do Alemão e fizeram outras detenções na Europa.

Os Estados Unidos acusaram o Megaupload de ter causado mais de US$ 500 milhões em perdas para a indústria de cinema e de música por transgredir direitos dos autores, e ter lucros de US$ 175 milhões por causa disso.