Publicado em: quinta-feira, 20/10/2011

Policial delator do suposto esquema no Ministério do Esporte vai depor no MPF

O policial militar João Ferreira Dias, delator do suposto esquema de corrupção no Ministério do Esporte no qual o ministro Orlando Silva estaria envolvido, deve prestar depoimento no Ministério Público Federal (MPF) na tarde desta quinta-feira (20). Autoridades confirmaram que o PM aceitou prestar depoimento por vontade própria, pois não foi necessário enviar intimação. O ministro compareceu perante o Senado na última quarta-feira (19) para se manifestar sobre as acusações.

Na quarta-feira, Dias confirmou à Polícia Federal (PF) as acusações que fez contra Silva e depois de ter deixado o prédio onde foi interrogado afirmou que entregou provas às autoridades. Dias também declarou que vai providenciar evidências em áudio que vão ser o “nocaute” de Silva. O PM defende que o esquema de corrupção acontece com o desvio de verbas destinadas ao programa Segundo Tempo, promovido para incentivar a prática de esportes por jovens e adolescentes.

Dias faz parte de um grupo de pessoas que foram presas em 2010 por acusações de desvio de verba e atualmente está sendo processado pelo caso. De acordo com o delator, Silva estaria recebendo dinheiro na garagem do Ministério. “Por um dos operadores do esquema, eu soube na ocasião que o ministro recebia dinheiro na garagem,” afirmou o policial.

A acusação foi publicada pela revista Veja no final de semana passado. Em entrevista concedida à revista, Silva declarou que “durante um ano esse sujeito procurou gente do ministério e fez ameaça, insinuação. E qual foi a nossa posição? Amigo, denuncie, fale o que você quiser. Por quê? Porque como nós temos convicção de que o que foi feito foi o correto, nós não tememos”.