Publicado em: quinta-feira, 07/07/2011

Polícia resgata crianças reféns de sequestrador em creche na Malásia

Após sete horas mantidas como reféns, 30 crianças foram resgatadas pela polícia da Malásia dentro de creche invadida por homem armado. A creche fica localizada na região da cidade de Abong, dentro do estado malaio de Johore, que por sua vez fica no sul do país. O homem portava faca e martelo, mas já foi capturado pelos oficiais da polícia. Quatro professores também foram rendidos no ataque.

De acordo com fontes do local, a polícia teria usado bombas de gás lacrimogêneo antes de entrar no estabelecimento onde o homem se encontrava. O edifício tem dois andares e a entrada foi forçada pela polícia. O sub-chefe da polícia local, Abdul Rahman, em pronunciamento à agência noticiosa malaia Bernama, informou que “todas as crianças, com idades entre os três e os cinco anos, assim como as educadoras, estão agora a salvo.”

Para deter o homem que invandiu a creche, a polícia precisou atirar contra o mesmo, que foi atingido na cabeça. Por conta do ferimento, o criminoso está internado e em estado clínico grave. Segundo o sub-chefe da polícia, o homem apresentava sinais de instabilidade mental. A invasão à creche foi feita pela menhã, logo cedo, e durou sete horas.

Antes de optarem pela opção de invadir o local armados, os integrantes da equipe policial que estavam responsáveis pelo resgate tentaram negociar com o sequestrador das crianças. Sem resultado positivo, doze oficiais da unidade especial foram direcionados ao local para auxiliar na operação de resgate. Familiares das vítimas acompanharam o caso do lado de fora da creche.