Publicado em: quinta-feira, 10/05/2012

Policia registra abuso dentro de sala de aula em São Carlos, SP

No início desta semana, foi registrada no plantão policial da cidade de São Carlos, interior de São Paulo, uma denúncia de estupro, que teria acontecido dentro da sala de aula da Escola Estadual Professor Orlando Perez, no bairro Cidade Aracy. A mãe da vítima foi quem procurou a polícia. A garota garante que o que aconteceu não teve seu consentimento.

Denise Gobbi Szakal, titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), disse que o caso é entendido como estupro de vulnerável, pois a vítima possui menos de 12 anos. Ela explica toda prática de atos libidinosos ou conjunção carnal, se enquadra como estupro.

A garota, ainda bastante assustada, relatou que foi abordada por quatro garotos que estão na sua classe, enquanto ocorria a troca de professores. Ela conta que começou a se debater para conseguir se jogar no chão, mas como eles eram fortes, ela não conseguiu. Um deles teria segurado as suas pernas, as mantendo abertas e um outro teria segurado seus braços para trás.

A menina contou também que os meninos só pararam de passar a mão nela após a chegada de uma inspetora. Segundo o boletim de ocorrência, tudo foi presenciado pelos demais colegas de classe que estavam na sala de aula. A estudante garante que não permitiu a violência. A mãe da jovem frisa que espera uma punição dos alunos, pois o que aconteceu com a sua filha foram só passadas de mão, mas amanhã ou depois poderia ser coisa pior caso ela não tomasse uma providência.

A direção da escola informou que os alunos acusados de participar do abuso foram suspensos por cinco dias. De acordo com a polícia, três deles, com idades entre 12 e 14 anos, serão levados para um centro de recuperação de menores infratores para cumprir medidas socioeducativas. Já o outro estudante, de 11 anos, terá acompanhamento do Conselho Tutelar.