Publicado em: sábado, 21/07/2012

Polícia pretende “limpar” Londres antes do começo das Olimpíadas

Sediar os Jogos Olímpicos é ótimo para o comércio e o turismo da região crescerem. Porém, em Londres, nem todos poderão ganhar dinheiro com os Jogos de 2012. Isso porque a polícia britânica decidiu “limpar” a capital antes que os jogos comecem, e as prostitutas não terão vez. Elas, inclusive, já estão reclamando do número de rondas feitas pelos policiais.

De acordo com um levantamento feito por um conselho municipal, ao menos 10 bordéis tiveram que fechar suas portas em Newham, bairro londrino, desde setembro de 2010. Esta região contará com grande parte do Parque Olímpico, localizada no leste da capital britânica. A coordenadora do projeto que ajuda as prostitutas, Georgina Perry, afirma que é real o aumento das atividades da polícia com relação a estas trabalhadoras.

Trabalho nas ruas

De acordo com Georgina Perry, as trabalhadores do sexo, como ela mesmo se refere as prostitutas, viram vários bordeis serem fechados e, com isso, resolveram ganhar dinheiro nas ruas. Segundo ela, esta forma de trabalho é bem menos segura. Georgina Perry conta que as mulheres que foram para as ruas da cidade são obrigadas pelos policiais a saírem dos locais, pois eles não querem que elas circulem por lá durante a realização dos Jogos.

No Reino Unido, a prostituição não é ilegal, mas deve ser realizada dentro de casas específicas do ramo. É proibido abordar clientes no meio da rua. Grande parte das prostitutas do país são provenientes do leste da Europa ou até mesmo do Brasil. A polícia, no entanto, afirma que não aumentou o número de rondas e garante que fechar os estabelecimentos é referente a uma preocupação da comunidade.