Publicado em: terça-feira, 24/01/2012

Polícia Militar impede contato da imprensa com moradores do Pinheirinho

A comunidade do Pineheirinho, espaço que ocupa um terreno de 1,3 milhão de m² em São José dos Campos-SP, passou o dia todo isolada pela Polícia Militar. Desde domingo, as forças policiais estão no local cumprindo o mandado expedido pela Justiça de reintegração de possa da área. As entradas estão controladas, permitindo aos moradores retirar seus bens apenas acompanhados pelos policiais.

Foram montadas no local barreiras, de onde os jornalistas são impedido de entrar. Entretanto, no fim da tarde de ontem (23), repórteres, cinegrafistas e fotógrafos foram convidados a conhecer a comunidade de carona numa base móvel da PM. Foi possível fotografar moradores retirando móveis, parte das casas demolidas e a troca de turno dos policiais.

No início do ‘passeio’, os profissionais foram instruídos a não se separarem “por questões de segurança”. Além disso, a regra central era não falar com os policiais, oficiais de Justiça e nem mesmo moradores. Apenas realizar o registro de imagens, sem a contextualização. Do lado de fora estavam moradores dispostos a falar.

Eles lamentam a falta de informações e a incerteza de quando poderão recuperar todos os seus bens. Júlio Luiz Vieira, por exemplo, morava no Pinheirinho há oito anos e quando chegou no local com uma Kombi alugada para retirar seus pertences, foi instruído pelo policial para voltar na quarta-feira. “Aluguei a Kombi por R$ 100, e agora faço o quê?”.