Publicado em: sábado, 31/03/2012

Polícia desmonta rede de prostituição de brasileiras na Espanha

A polícia da Espanha desmontou uma organização criminosa especializada em explorar mulheres, que era composta por brasileiros e espanhóis. As investigações sobre o caso tiveram início no mês de dezembro do ano passado, quando a polícia do país ficou sabendo que brasileiras praticavam a prostituição na Espanha.

Através das investigações, os policiais descobriram que o grupo criminoso possuía pessoas no Brasil que eram responsáveis por localizar as prováveis vítimas e levá-las até o avião com destino ao país europeu. Depois que eram escolhidas no Brasil, as vítimas eram encaminhadas para a Espanha. Na viagem, a organização avisava as mulheres que elas possuíam uma dívida de 2 a 3 mil euros em decorrência dos custos para chegarem até a Espanha.

Exploradas em Valência

Depois que chegavam à Espanha, e já com uma dívida com a organização criminosa, as mulheres sofriam exploração sexual em um clube na cidade mediterrânea de Valência. As jovens eram obrigadas a pagar para a organização metade do que conseguiam faturar com a prostituição.

Na ação policial, quatro pessoas foram presas, sendo duas espanholas e duas brasileiras. Elas foram detidas pelos crimes de formação de quadrilha, exploração sexual e contra os direitos dos cidadãos estrangeiros. Após prestarem um depoimento na polícia, dois suspeitos foram liberados. Os outros dois permanecem presos e já possuíam antecedentes criminais.