Publicado em: sábado, 21/01/2012

Polêmica cibernética resulta em retaliação do grupo hacker Anonymous

Recentes acontecimentos nos Estados Unidos vêm repercutindo mundialmente por se tratarem de uma área que influencia o cotidiano de pessoas ao redor do globo: a internet. Desde a última quinta-feira (19), um dos assuntos mais comentados é o desativamento do site Megaupload.com, que foi alvo de uma operação da polícia dos Estados Unidos para combater a pirataria de filmes e músicas. Em retaliação, o grupo Anonymous derrubou diversos sites do governo norte-americano e de empresas que exigem o pagamento de direitos autorais.

Por mais que o Anonymous tenha conseguido algum impacto logo após a confirmação da derrubada dos seus alvos, entender o funcionamento dessa operação faz com que seja possível entender o quão pouco eficaz foi a medida. Os sites saíram do ar, mas voltaram dentro de algumas horas. Mesmo com a divulgação da resposta ao fechamento do Megaupload.com, o Anonymous não conseguiu invadir qualquer sistema ou comprometeu informações sigilosas.

Basicamente, a operação do Anonymous consistiu em acessar os mesmos sites de diversos computadores e, além disso, instalar um programa específico que envia ainda mais pedidos de acesso àqueles endereços. Portanto, a queda dos sites foi provocada pelo grande número de pedidos de acesso, coisa que não compromete a estrutura das organizações.

De qualquer maneira, os grupos que são contra projetos de lei que limitam a liberdade na internet vem se manifestando e mostrando que vão lutar contra a aprovação dos projetos SOPA e PIPA nos Estados Unidos. Mesmo sendo leis de um país específico, diversos sites são hospedados por empresas norte-americanas e recebem dinheiro de empresários do país.