Publicado em: segunda-feira, 04/07/2011

Plantação de cana avança em São Paulo

Apesar de já estar consolidada e saturada em algumas regiões, a plantação de cana-de-açúcar conquistou mais de 237 mil hectares de cultivo no estado de São Paulo. O crescimento indica que o plantio é feito em 5,18 milhões de hectares no país, marcando o aumento de 4,75 em relação ao ano passado. Os dados foram indicados pelo Instituto de Economia Agrícola (IEA), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento.

Para 2011, a expectativa é que a produção atinja 437,5 milhões de cana da nova safra, 4,67 a mais que a safra anterior. As plantações se expandiram para áreas que eram destinadas a pastagem, e em menor escola, pomares de laranjas de São Paulo. A cana-de-açúcar teve pouco crescimento nas regiões mais tradicionais, como Ribeirão Preto, devido a falta de espaço.

A região oeste do estado tem indo explorada como única fronteira pela agricultura. Os pecuaristas da área estão arrendando as terras para usinas, o que significa um menor área de pastagem para o cultivo de bovinos. A mudança também está sendo adotada pelos produtores de laranja, que com os constantes problemas de pragas estão substituindo a cultura.

Mesmo com o crescimento, a safra não será suficiente para suprir a demanda de álcool e açúcar do país. Para isso, seriam necessárias mais 400 milhões de toneladas. O problema dos agricultores está nas condições climáticas não favoráveis, como o excesso de chuvas, que atrasa o plantio da cana. Os indicadores da IEA apontam que a produtividade deve fechar com índice negativo para 2011.