Publicado em: terça-feira, 30/08/2011

“Planeta dos Macacos: A Origem” conta com efeitos especiais de “Avatar”

O filme “Planeta dos Macacos: A Origem” é o grande sucesso cinematográfico da semana. Ele está entre os líderes de bilheteria nos Estados Unidos. O diretor Ruppert Wyatt conta como aconteceu a luta para encontrar a cura para doenças degenerativas como o mal de Alzheimer.

Diferente do filme inspirado no livro de Pierre Boulle, que deu origem a série, um dos destaques do longa são os efeitos especiais usados. Para rodar o filme foi utilizada a técnica de motion capture que permite maior desempenho para os atores que interpretam os macacos.

O diretor conta ainda que o roteiro do filme instiga uma continuação da saga, onde os humanos terão que lutar contra uma epidemia letal. A história relata que o que cientista Will Rodman (James Franco) usa chimpanzés para encontrar a cura para doenças neurológicas. Ele apresenta resultados promissores, mas um novo remédio faz os macacos ficarem mais inteligentes.

Uma fêmea fica agressiva e foge para proteger o seu filhote. Os animais são mortos, mas Will acaba levando o macaco para sua casa. O animal é chamado de César e demonstra grande inteligência ao fazer companhia para o pai do cientista que sofre com uma doença degenerativa.