Publicado em: quarta-feira, 03/07/2013

Pirelli culpa má utilização de pneus por equipes e circuito para explicar furos em Silverstone

Pirelli culpa má utilização de pneus por equipes e circuito para explicar furos em SilverstoneA fabricante italiana Pirelli divulgou durante esta terça-feira (2), em um comunicado oficial, o relatório que está apontado quais foram as causas de um festival insano de pneus furados que complicou corridas de pilotos como o brasileiro Felipe Massa, o inglês Lewis Hamilton, o francês Jean-Eric Vergne e o mexicano Sergio Pérez durante o Grande Prêmio de Silverstone na Inglaterra no domingo (30).

Os italianos concluíram, após o que apontaram ser exaustivas análises em laboratórios na cidade de Milão, vários fatores em conjunto, e todos com relação o utilização incorreta de compostos combinados com o exigente autódromo de Silverstone, foram o que provocaram estes diversos problemas, entre eles estão pneus traseiros que estavam invertidos, pouca pressão, alta cambagem.

A Pirelli identificou que os pneus traseiros dos carros que tiveram problemas estavam invertidos. Isto quer dizer que o pneu do lado esquerdo foi colocado no lado direito e o contrário. Esta tática teve início neste ano e foi utilizada por várias equipes para que ganhassem desempenho. A fabricante italiana aponta que os pneus para a temporada de 2013 contam com estrutura não simétrica, o que quer dizer que não devem ser invertidos, pois as paredes das laterais foram feitas para que pudessem lidar com as cargas. A lateral externa é feita para que resista a cargas com peso maior do que a do lado de dentro.

Os italianos ainda apontaram que houve a utilização de pressões muito baixas, menores do que as indicadas, e ainda chegou a lembrar que esta medida coloca o composto em situações de maior estresse. Ainda foi apontado que a o ângulo de cambagem (medida de alinhamento da roda) foram maiores do que os indicados.

Além de tudo isso as zebras de Silverstone são muito agressivas, como por exemplo, a presente na curva 4 do autódromo que foi o local de grande parte destes problemas. Devido a essa grande combinação, os casos afetaram os pneus traseiros do lado esquerdo.