Publicado em: sábado, 10/12/2011

Pimentel afirma que está “tranquilíssimo” sobre o caso das consultorias privadas

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, afirmou na sexta-feira (9) que está “tranquilíssimo” com as acusações recentes que prestou consultoria para empresas privadas entre 2009 e 2010, período seguinte ao seu mandato na prefeitura de Belo Horizonte e antes de assumir o ministério no governo de Dilma Rousseff (PT). Pimentel teria faturado R$2 milhões nas suas atividades fora do governo. A consultoria foi prestada a três empresas privadas e a uma federação de empresários.

Em entrevista ao Jornal Nacional, Pimentel afirmou “estou tranquilíssimo. Todas as informações que tinham de ser dadas, já foram dadas. E eu tenho certeza que esse episódio está superado”. Nesta sexta-feira (9), Pimentel chegou a Buenos Aires junto com a comitiva da presidente, que foi à capital argentina para acompanhar a posse de Cristina Kirchner, que foi reeleita em outubro. Ao chegar à Argentina, Pimentel afirmou que está disposto a dar explicações no Congresso, caso julguem necessário.

Para se explicar das acusações, Pimentel publicou uma mensagem no seu site pessoal afirmando que não ocupava nenhum cargo público no período em que fechou os contratos com as empresas. De acordo com ele, o valor líquido, descontadas as despesas, foi de R$ 1,3 milhão. O ministro também destacou que “houve uma prestação dos serviços e o decorrente recolhimento de impostos”.

No mesmo texto, Pimentel afirma que “é preciso cautela para que o jogo político não termine por contaminar o livre exercício de um direito. Para que esse direito não seja usado para atingir biografias respeitáveis”.