Publicado em: sexta-feira, 18/04/2014

PIB brasileiro diminui o ritmo de crescimento em fevereiro

PIB brasileiro diminui o ritmo de crescimento em fevereiroO crescimento da economia no país não manteve o mesmo ritmo de janeiro e de acordo com a estimativa do Banco Central, o PIB brasileiro teve um crescimento de 0,24% em fevereiro. Os números não são absolutos, uma vez que se trata apenas de uma estimativa, considerada uma prévia do Produto Interno Bruto, mas vale lembrar que os valores estimados costumam se aproximar dos números oficiais. Em janeiro, os números foram diferentes, houve uma alta de 2,35% em relação a dezembro do ano passado.

De fevereiro do ano passado, houve um crescimento de 2,41% na economia brasileira e, segundo o Banco Central, o primeiro bimestre de 2014 foi animador, uma alta de 2,46%.

O PIB nada mais é do a soma de todos os bens e serviços produzidos no Brasil, independente de serem genuinamente brasileiros ou não. O Governo Federal prevê um crescimento de 2,5% para esse ano, no entanto, o mercado financeiro é um pouco mais modesto e anunciou que a economia tupiniquim terá alta de 1,65%.

No ano de 2013, o Brasil teve um aumento de 2,3% no PIB, 1% a mais do que havia sido registrado no ano anterior. Tal crescimento foi possível devido a expansão do setor agrícola do país, o qual teve um aumento de 7%.

Conhecido como a prévia do PIB, o IBC-Br antecipa os valores divulgados pelo Banco Central, no entanto, há um incomodo do Governo Federal referentes às estimativas, pois, segundo ele, é uma forma de causar um alvoroço antecipadamente. Os valores não são absolutos, em 2012 a prévia dizia que o PIB brasileiro cresceria 1,6%, seis décimos a mais do percentual divulgado pelo Banco Central (1%).

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, vê o crescimento de fevereiro com outros olhos, para ele, os valores já eram esperados e a economia brasileira deverá crescer de acordo com o percentual divulgado no fim do ano passado (2,50%).