Publicado em: quinta-feira, 19/07/2012

Petrobras pode gastar mais de 20 bilhões de dólares em nova refinaria

A Usina Abreu e Lima, que está sendo construída no estado de Pernambuco, pode se tornar uma das refinarias mais caras em todo o mundo. Isso porque suas obras, que inicialmente tinha um valor previsto de cerca de 2,3 bilhões de dólares, pode atingir o valor de 17,1 bilhões de dólares para ficar pronta. As obras da Usina foram paradas diversas vezes por conta de suspeitas de irregularidades em suas contas, de acordo com o Tribunal de Contas da União.

Como se não bastasse a obra estourar o seu orçamento inicial em mais de 600%, a Usina pernambucana pode ser ainda mais cara. As contas feitas pela Petrobras, responsável pela obra, apontam que mais de 20 bilhões de dólares podem ser gastos para que a Usina comece a funcionar.
Em toda a história do nosso país, nenhuma refinaria de combustível custou tanto para ser construída. O preço da construção desse tipo de obra costuma variar de acordo com o número de barris de petróleo que era irá produzir e o seu custo. Na usina pernambucana, o preço para se processar cada barril de petróleo já está em 75 mil e deve subir ainda mais.

A refinaria mais cara do mundo, que ainda não começou a ser construída. A Al Zour, do Kuwait, tem a previsão de custar 19 milhões de dólares. Já a refinaria mais cara que já foi construída em todo o mundo está localizada na Índia, que tem a capacidade de fazer o processo de 1,2 milhão de barris de petróleo por dia. A capacidade desta usina é cinco vezes maior do que a Usina Abreu e Lima foi projetada para ter. Nela, o custo para se refinar um barril de petróleo é de 10 mil dólares.

Quando procurada, a Petrobras não quis comentar os valores da obra brasileira quando comparada com as maiores e mais caras refinarias do mundo.