Publicado em: segunda-feira, 26/03/2012

Petrobras deve subir o preço dos combustíveis em 2012

Segundo a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, a empresa brasileira de petróleo deve aumentar os preços do produto. Isso vai ocorrer se o Brent ficar em 120 dólares o barril. Em função do fluxo de caixa da empresa, até o momento foi possível não transferir o aumento do combustível ao consumidor, no entanto isso acontece há nove anos e não será possível continuar por muito tempo devido aos altos preços anunciados.

Embora a presidente tenha anunciado que ainda há uma possibilidade de manutenção dos preços, acrescentou que devido ao valor muito alto não sabe até quando os preços serão mantidos, caso o valor do barril continue elevado. Se permanecer em 120 dólares ainda há “flexibilidade” para manter os preços. Caso aumente mais, o fluxo de caixa não dará conta de conter a alta e esse preço será transferido aos consumidores. No entanto Foster ainda não falou qual é o prazo para os aumentos. Por enquanto ela prefere tentar deixa isso indefinido e manter a estabilidade do mercado.

Governo manteve o preço para os consumidores

Enquanto o preço do petróleo no mundo quase triplicou de preço, no Brasil a variação dos últimos nove anos foi baixa. A média hoje é de R$ 2,47 sendo que em 2003 era de R$ 2,21. Essas médias foram repassadas pela Agência Nacional de Petróleo (ANP). Somente em 2011 a empresa calculou uma perda de R$ 9,9 bilhões em função da compra no mercado internacional por um preço mais elevado daquele mantido no país para o fornecimento. Embora os preços estejam congelados, o maior problema em aumentá-los neste momento é o crescimento da inflação, que o governo vem tentando conter. Segundo Foster, há espaço para manter durante esse ano, mas não mais se o aumento em nível mundial continuar dessa maneira.