Publicado em: segunda-feira, 30/07/2012

Pesquisadores falam da importância dos estímulos do governo para a expansão do biogás no Brasil

Pesquisadores falam da importância dos estímulos do governo para a expansão do biogás no BrasilDe acordo com pesquisadores do setor, a presença de um novo combustível resultante de energia renovável só depende de investimentos do governo. É necessário que o governo deixe claro o estímulo para o desenvolvimento desta área. As atuais pesquisas mostram que há novos combustíveis que já tem potencial para dividir espaço com o etanol e o biodiesel. No entanto o governo precisa se posicionar quanto aos investimentos para que o setor continue pesquisando e desenvolvendo novas alternativas energéticas.

Sobre o biogás, as pesquisas brasileiras ainda são muito iniciais e caminham lentamente se comparado com outros países, como a Alemanha, por exemplo. Para este país tem sido estratégico o desenvolvimento de energia a partir de resíduos, já no Brasil a produção em larga escala ainda necessita de investimentos e auxílio do governo. Um dos exemplos iniciais desta prática acontece onde era localizado o Aterro Sanitário de Gramacho e hoje está sendo construída uma usina de biogás. A usina estará localizada em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. A produção terá como base o lixo produzido pela comunidade local e poderá substituir, futuramente, o uso do gás natural.

Paraná cria Centro de Estudos do Biogás no Parque Tecnológico Itaipu (PTI)

Outra iniciativa bem-sucedida foi criada no Parque Tecnológico Itaipu (PTI) em Foz do Iguaçu, no Paraná. Trata-se do Centro de Estudos do Biogás que tem por objetivo criar pesquisas para melhorar a estimativa da produção de biogás no Brasil. Além dessa iniciativa, a Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) também criou um programa de pesquisa para investigar a possível produção do combustível tendo como base os dejetos de suínos. As pesquisas estão sendo desenvolvidas na região Sul, onde a cadeia produtiva de suínos é grande.