Publicado em: segunda-feira, 05/05/2014

Pesquisa realizada na Suécia revela que fatores ambientais podem ser consideradas causas do autismo

Pesquisa realizada na Suécia revela que fatores ambientais podem ser consideradas causas do autismoUm estudo realizado na Suécia revela que os fatores sócio ambientais podem interferir e ser considerada também uma causa de autismo, em estudos anteriores foi constatado que o valor da carga genética no autismo era de 80%, sendo assim ela poderia ser considerada como a causa principal para o desenvolvimento da doença.

Novidades surgiram acerca do autismo com esse estudo, já que os especialistas dizem que apenas 50% da carga genética pode ser determinante para o desenvolvimento da síndrome, os outros 50% ficariam por conta de problemas que a mãe da criança pode desenvolver ao longo da gravidez ou mesmo durante o parto.

Esses problemas que a mulher pode sofrer podem estar relacionados ao tipo de vida que esta está inserida, se tem poucos recursos, se faz a utilização de entorpecentes, ou se alguma vez durante a vida o fez, problemas durante o parto e até mesmo algum tipo de infecção que a futura mamãe pode ter sofrido ao longo de sua vida.

A pesquisa que originou esses dados foi realizada com a participação de 2 milhões de pessoas, os dados dessas pessoas foram analisados pelos pesquisadores, esse estudo foi o maior já feito para buscar possíveis causas do autismo, em todo o mundo a proporção para o nascimento de alguém com autismo é que de cada cem pessoas, uma possuí a síndrome.

As causas reais do autismo ainda não foram descobertas, mas esses estudos são para entender quais as causas que podem levar um indivíduo a ter a síndrome e determinar se existe alguma maneira de identificar a síndrome, sem que sejam necessárias grandes especulações, como tudo o que se sabe sobre o desenvolvimento dessa síndrome até os dias de hoje, essas descobertas são importantes até mesmo para que sejam feitas novas descobertas que podem ser usadas e assim contribuir ainda mais no tratamento de pessoas que possuem a síndrome.