Publicado em: terça-feira, 21/01/2014

Pesquisa mostra senhas mais utilizadas em 2013

Pesquisa mostra senhas mais utilizadas em 2013A Splash Data, empresa do setor de pesquisas em tecnologia nos Estados Unidos, divulgou, nesta segunda-feira, a lista de senhas que mais foram utilizadas por usuários de internet em 2013. A pesquisa se utilizou exatamente de senhas roubadas para fazer o levantamento. Em outubro de 2013, por exemplo, quase quarenta milhões de usuários de softwares da Adobe tiveram suas senhas roubadas na internet.

Com o estudo, a Splash Data pretende conscientizar os usuários dos mais diversos serviços a utilizar as chamadas senhas fortes, que são muito mais difíceis de serem descobertas.

Lista

A campeã de utilização em 2013 foi a senha “123456”, seguida por “password” (ou seja, “senha” em inglês). Depois estão 12345678, qwerty, abc123 e 123456789. As senhas com sequências de números, inclusive, são as mais fáceis de serem descobertas. Em 2013, também foram muito utilizadas as combinações, 000000, 12345, 1234, 123123 e 111111.

Dentre as palavras, também foram encontradas muitas alternativas simples, como photoshop, princess, sunshine, shadow, letmein (“deixe-me entrar”), iloveyou e outras. A relação completa das 25 senhas mais utilizadas em 2013 pode ser encontrada no site oficial da Splash Data.

Senhas fortes

A Splash Data também forneceu algumas dicas para a criação de senhas mais fortes, que não diferem muito de uma série de dicas já oferecidas por especialistas em segurança em outras ocasiões. Apesar de esta ser uma informação muito difundida, é raro que os internautas realmente se dediquem com mais afinco à criação de senhas fortes.

Uma das principais recomendações dos especialistas, que é raramente seguida, é a criação de uma senha diferente para cada serviço. Muitas vezes, ao optar pela comodidade, o internauta pode acabar deixando diversas de suas contas vulneráveis, pois basta que alguém descubra uma única senha para que tenha acesso a uma série de serviços.

Cuidados com o email

No que diz respeito à criação de senhas, o email deve ter uma atenção especial. Isso porque os e-mails são verdadeiros centralizadores de senhas, pois a partir deles é possível recuperar a imensa maioria das senhas perdidas. Portanto, esta deve ser uma senha bem difícil. Se você utiliza seu computador apenas em casa, é possível anotá-la em um pedaço discreto de papel, que deve ficar muito bem guardado. Entretanto, o ideal mesmo é decorá-la, assim como acontece com qualquer outra senha.

Segundo pesquisas anteriores, realizadas em 2011, uma senha pequena, com seis caracteres, todos com letras minúsculas, pode ser descoberta por alguém em cerca de dez minutos. Por isso, o ideal é, também, alternar entre letras maiúsculas e minúsculas, além de número que podem ou não substituir letras (o A vira 4, o E vira 3 e assim por diante).

Outra recomendação fornecida pela Splash Data e por outros especialistas em segurança na rede é a troca periódica de senhas, no máximo a cada noventa dias. Desta forma, você dificulta o trabalho de alguém que possa estar em busca de uma senha específica. Em todos os casos, anotar a senha em papéis deve ser o último recurso.