Publicado em: quarta-feira, 18/07/2012

Pesquisa mostra que menos de 30% dos brasileiros são plenamente alfabetizados

Segundo pesquisa feita pelo Instituto Paulo Montenegro em parceria com a organização não governamental Ação Educativa, somente 35% das pessoas com ensino médio completo estão plenamente alfabetizadas. Além disso, 38% dos brasileiros eu possuem o terceiro grau também pode ser considerados ainda com um nível insuficiente em leitura e escrita. Esses resultados foram medidos tendo por base o Indicador do Alfabetismo Funcional (Inaf) 2011-2012. A pesquisa é amostral e são feitos questionários e um teste cognitivo. Por meio dele é possível observar a capacidade de leitura e compreensão dos textos. Por meio desse teste, divide-se a população em quatro grupos: analfabetos, alfabetizados em nível rudimentar, alfabetizados em nível básico e plenamente alfabetizados. Depois dos dados registrados pela última pesquisa somente 26% da população pode ser considerada no melhor grau de alfabetização, chamada de plenamente Alfabetizada. Esse é um percentual muito próximo de 2001, quando AP pesquisa e o indicador foram feitos pela primeira vez para avaliar o nível de alfabetização dos brasileiros. Além dos 26% plenamente alfabetizados, há 27% de analfabetos funcionais e 47% com nível básico de alfabetização.

Relatório diz que Brasil já avançou, mas precisa melhorar

Segundo informações do relatório, esse resultado indica que o Brasil já avançou, mas que ainda precisa melhorar e conseguir progresso mais visível para alcançar o pleno domínio de habilidades. Esse é, segundo o relatório, um dos pré-requisitos para se inserir na sociedade letrada. Além disso, o estudo mostra que há relação entre o nível de alfabetização com a renda familiar, pois na medida em que aumenta a renda, diminui o percentual de alfabetizados rudimentares. Os dados indicam que nas famílias com renda acima de cinco salários mínimos, aproximadamente 52% das pessoas são plenamente alfabetizadas.