Publicado em: sábado, 22/03/2014

Pesquisa mostra que chocolate preto é capaz de reduzir riscos de infarto

Pesquisa mostra que chocolate preto é capaz de reduzir riscos de infartoUm estudo divulgado nesta terça-feira (18), revela que o chocolate preto reduz o risco de infarto porque tem efeitos anti-inflamatórios, a pesquisa foi feita por estudiosos da Universidade Estadual de Louisiana, nos Estados Unidos. O resultado final desta pesquisa foi apresentada no Encontro da Sociedade Americana de Química que aconteceu esta semana em Dallas. De acordo com o diretor da pesquisa, John Finley da Agência EFE, também irão ser publicados na revista “Journal of Agricultural and Food Chemistry”.

O estudo foi baseado nos componentes de chocolate, e foi comprovado que o chocolate preto é absorvido pelo corpo e assim, diminuem a inflamação do tecido cardiovascular, reduzindo o risco de infarto em uma pessoa. No processo, os cientistas responsáveis fizeram uma simulação da digestão de cacau em pó que está presente no chocolate preto em forma de tratamento digestivo que inventaram usando diversos tubos de ensaio, logo depois, colocaram os materiais ainda não digeridos em uma espécie de fermentação anaeróbica, sem oxigênio, usando bactérias humanas.

Teste

O diretor da pesquisa conta que no cacau em pó há substâncias de polifenóis e antioxidantes, catequinas e epicatequinas, que são como fibras alimentícias, pouco digeridas no estomago, mas absorvidas pelo cólon. Finley explica que no estudo feito, foi descoberto que a fibra é fermentada e que os polímeros polifenóis são metabolizados, se transformando em pequenas moléculas, que são mais fáceis de absorver, estes que são responsáveis pela atividade anti-inflamatória.

Ele também afirma que a eficácia no chocolate preto para a saúde pode ser combinada com outros elementos, como os alimentos prebióticos, carboidratos que se encontram no alho ou em outros complementos alimentícios e até mesmo em frutas. Na hora de comer o chocolate deve-se ter moderação, contudo, ingerido em pequenas quantidades, pode ser um ótimo preventivo de futuros problemas de saúde.