Publicado em: sexta-feira, 16/03/2012

Pesquisa aponta que quem dorme menos se alimenta com comida mais calórica

De acordo com uma nova pesquisa, publicada nesta semana durante o encontro da Associação Americana do Coração, na cidade de San Diego, nos Estados Unidos, dormir pouco pode ser mais prejudicial à saúde do que o simples cansaço no dia seguinte. O estudo mostra que quem dorme cerca de uma hora e vinte minutos a menos do que as outras pessoas está mais propensa a comer 549 calorias a mais, o mesmo que um sanduíche de redes fast-food.

Mesmo que o grupo que participou da pesquisa conte com apenas 17 pessoas, outras pesquisas já haviam demonstrado que existe uma relação entre obesidade e problemas de sono. A última pesquisa analisou determinados hábitos dos participantes, como número de horas dormidas durante o período de experimento, atividades físicas desenvolvidas neste período e quantidade e qualidade dos alimentos consumidos.

Um fato que chamou a atenção dos pesquisadores foi que o hábito alimentar das pessoas que dormiram normalmente não foi alterado, enquanto o grupo que dormiu menos apresentou mudanças na hora de comer. Pesquisas mais antigas já diziam que a quantidade de comida consumida é afetada quando se dorme pouco porque há redução de um hormônio chamado leptina, que diminui o apetite, enquanto a grelina, também chamada de hormônio da fome, é produzida em maior quantidade.