Publicado em: quinta-feira, 28/06/2012

Pesquisa aponta que preços dos eletrodomésticos estão até 7% menores após redução do IPI

Um levantamento de preços que foi feito pela consultoria GFK e divulgado nesta quinta-feira (28) mostrou que os preços dos eletrodomésticos da linha branca estão até 7% menores depois que foi feito o corte do IPI, o imposto que é cobrado para produtos industrializados.

Os produtos da linha branca que foram beneficiados pelo corte do imposto, que aconteceu em dezembro do ano passado, foram os seguinte: máquinas de lavar roupas, tanquinhos, geladeiras e fogões. A redução do imposto estava marcada para ser encerrada em março deste ano, mas foi prorrogada até o dia 30 deste mês. Portanto, quer quiser aproveitar a redução nos preços precisa fazer as suas compras dos produtos da linha branca logo.

O governo negou uma nova prorrogação do tempo de redução do imposto, mas por conta da reivindicação que está sendo feito pela indústria responsável pela fabricação dos produtos desse segmento, poderá atender ao pedido. Entretanto, essa prorrogação ainda não é dada como certa.

Redução dos preços por conta do IPI

Quando levado em conta os preços dos tanquinho, a pesquisa mostrou que os preços tiveram uma redução de 7,37% nos preços. Para chegar a esse número, o levantamento levou em conta o preço médio cobrado entre dezembro de 2010 e abril de 2011, quando os produtos não tiveram o IPI cortado, e entre dezembro de 2011 e abril de 2012, quando os preços com a redução de imposto já estavam sendo praticados. Essa foi a maior redução registrada.

Em segundo lugar no ranking de redução de preços por conta do IPI apareceu as máquinas de lavar roupas, com uma queda de 5,09% nos preços. Já os preços dos fogões caíram 3,93% e o das geladeiras estavam 3,59% menor.

O estudo divulgado nesta quinta-feira também mostrou que a redução do IPI fez com que o número de vendas de produtos da linha branca aumentasse bastante. De acordo com a pesquisa a comparação de dezembro de 2011 e abril de 2012 e o mesmo período do ano anterior mostrou que a venda de lavadoras de roupas tiveram uma alta de 27,05%, a de geladeiras um aumento de 18,35%, de fogões 13,86% e a de tanquinhos 10,22%.