Publicado em: sábado, 08/03/2014

Pesquisa aponta hábitos do brasileiro com relação a TV e internet

Pesquisa aponta hábitos do brasileiro com relação a TV e internetNesta sexta-feira, 7 de março, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) divulgou uma pesquisa realizada pelo Ibope sobre os hábitos de consumo do brasileiro em relação a TV e internet. A pesquisa apontou que, atualmente, os brasileiros passam mais tempo na web do que vendo TV ou ouvindo rádio.

Isso, entretanto, não significa que a internet está sendo mais utilizada do que a televisão no país, principalmente devido ao número de pessoas que ainda não possuem conexão em casa, ou que simplesmente não têm o hábito de acessar a rede.

Tempo

Segundo o Ibope, os brasileiros passam em média três horas e trinta e nove minutos na internet, de segunda a sexta-feira. Neste mesmo período, o tempo que passam assistindo à televisão é de três horas e vinte e nove minutos. Ou seja, há uma diferença mínima de dez minutos entre os dois veículos. Em relação ao rádio, o tempo é de três horas e sete minutos. Por fim, também foram pesquisados os jornais impressos. Neste caso, o tempo diário é bem menor, de uma hora e cinco minutos.

Aos finais de semana, o tempo dedicado à internet aumenta para três horas e quarenta e três minutos, enquanto o da TV vai a três horas e trinta e dois minutos.

Metodologia

Para chegar a estes valores, o Ibope escutou 18312 pessoas entre 12 de outubro e 6 de novembro do ano passado. Ao todo, a pesquisa chegou em 848 municípios. O resultado compôs a Pesquisa Brasileira de Mídia 2014, que tem com objetivo identificar os hábitos de consumo da população brasileira no que diz respeito à mídia. Assim, o Governo Federal pretende elaborar uma política de comunicação mais eficiente.

Difusão

Embora a pesquisa possa, inicialmente, dar a ideia de que os brasileiros estão acessando mais a internet do que assistindo à TV, esta realidade ainda está longe de chegar. Isso porque os números apresentados pelo Ibope levam em conta apenas aqueles usuários que dispõem destes meios. Assim, alguém que simplesmente não acessa a internet foi desconsiderado no cálculo do número final, ao invés de ter “zero minutos” como parâmetro.

Se levarmos em conta a difusão dos dois meios, a TV ainda leva uma grande vantagem. Dentre as pessoas pesquisadas, somente 3% disseram que nunca veem televisão. Por outro lado, mais da metade dos pouco mais de 18 mil participantes da pesquisa afirmaram que não acessam a internet de maneira habitual. Ao todo, 53% dos entrevistados deram esta resposta.

Especificamente nesta pesquisa, o Ibope se focou no tempo em que os usuários passam em cada suporte de mídia, sem considerar as razões pelas quais o acesso à internet ainda é baixo no país. Contudo, em diversos outros estudos realizados pelo próprio Ibope, as dificuldades de acesso à rede mundial de computadores ainda se apresentaram como um problema no Brasil, especialmente entre os mais jovens – geralmente, quando a faixa etária aumenta, o interesse em ter acesso à internet diminui.