Publicado em: terça-feira, 11/03/2014

Pesquisa aponta confiabilidade de meios de comunicação no Brasil

Pesquisa aponta confiabilidade de meios de comunicação no BrasilNa tarde desta sexta-feira, 7 de março, o ibope divulgou uma pesquisa que aponta o nível de confiança que os brasileiros possuem em relação aos meios de comunicação no país. Esta é a segunda pesquisa do relatório “Pesquisa Brasileira de Mídia 2014”, encomendado pelo Governo Federal ao instituto.

Níveis de confiança

Segundo a pesquisa, encomendada pela Secom (Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República), os jornais impressos brasileiros ainda são os veículos de mídia que têm o maior nível de confiança da população. A pesquisa apontou que 53% dos entrevistados afirmaram ter confiança total ou alta em notícias veiculadas em jornais impressos.

O rádio ocupa a segunda posição na preferência dos brasileiros, quando o quesito é a credibilidade. Neste caso, metade das pessoas confia nas informações obtidas através do veículo. A televisão vem na terceira posição, com 49% de credibilidade. Em relação às revistas, há a primeira queda brusca de confiabilidade. Neste caso, somente 40% dos entrevistados julgaram que as revistas oferecem informações plenamente confiáveis.

Internet

No que diz respeito ao jornalismo divulgado na internet, a porcentagem de confiança é bem menor: dentre os usuários entrevistados, apenas 28% afirmou ter um nível alto de confiança em relação a notícias veiculadas em sites. Quanto às notícias que aparecem em redes sociais, o valor cai para 24%. Por fim, o menor índice de credibilidade é o dos blogs, que apresentaram 22% de confiança dos leitores.

Para realizar esta pesquisa, o Ibope entrevistou 18312 pessoas em 848 cidades brasileiras. A pesquisa teve início no dia 12 de outubro e término em 6 de novembro do ano passado. O objetivo deste estudo é auxiliar o Governo Federal na definição de suas políticas de comunicação daqui pra frente.

Publicidade

Nesta mesma pesquisa, o Ibope também questionou os entrevistados sobre a confiança em peças publicitárias divulgadas pelos meios de comunicação. Mais uma vez, os jornais impressos foram os veículos com melhor conceituação entre os leitores. Do total, 47% das pessoas entrevistadas afirmaram que confiam nos anúncios publicitários que aparecem em jornais impressos.

Neste quesito, TV e rádio aparecem empatados, com 42% de nível de confiança cada. Em seguida estão as revistas, com 36%, os sites, com 23%, e as redes sociais, com 22%. Mais uma vez, os blogs apareceram como os veículos menos credíveis, com 19% de confiança nas publicidades veiculadas por estes meios.

Acesso

Embora seja considerado o meio de comunicação mais credível, o jornal impresso apresentou também uma difusão muito baixa no Brasil. Do total de entrevistados, apenas 25% afirmou ter o hábito de leitura de jornais impressos. A porcentagem é ainda menor entre os leitores de revistas: 85% dos entrevistados declararam não ler revistas. Ao todo, 53% não têm como hábito acessar a internet.

Dentre aqueles que leem jornais impressos, a média de leitura diária é de uma hora e cinco minutos. O estado de Goiás apresentou o maior índice de leitura de jornais, com uma média diária de duas horas e doze minutos de leitura.