Publicado em: quinta-feira, 04/07/2013

Pesquisa aponta 6% dos apps grátis para Android contém adwares

Pesquisa aponta 6% dos apps grátis para Android contém adwaresÉ incrível a velocidade em que as tecnologias móveis se desenvolvem e passam a modificar os hábitos de vida da sociedade moderna. Agora, até criminosos estão atualizados e utilizam o meio para invadir a privacidade alheia e tirar vantagem, prejudicando usuários. Uma pesquisa lançada nesta quarta-feira (3) pela companhia de segurança móvel Lookout indica que as pessoas são mais vulneráveis a serem vítimas dos “adwares” (publicidade com links maliciosos) do que os clássicos malware criminosos – vírus para roubar informações pessoais. Via Mashable.

A Lookout chegou a conclusão de que 6,5% de todos os aplicativos gratuitos na lojas para sistemas Android são maliciosos. O estudo foi embasado por uma amostragem de 200 mil aplicativos. Portanto, mais de 13 mil aplicativos contém adware. São aplicativos, como jogos e utilitários para o aparelho, que empurram propagandas sem o consentimento do usuário.

Nos Estados Unidos, para cada pessoa que instala o protetor Lookout no celular Android, cerca de 0,9% dos usuários já possuem algum tipo de adware no aparelho, informa Jeremy Linden, gerente de segurança do produto na Lookout. Ele afirma que mais de um milhão de usuários que operam com o sistema Android baixaram algum tipo de adware no ano passado.

As chances dos espiões irem longe para roubar seus dados, desde a instalação do arquivo malicioso, são grandes. Eles querem roubar seu dinheiro, ou informações particulares, apontam os número desta pesquisa. “É maior do que qualquer outra ameaça à base de dados dos aplicativos”, alerta Linden. “Nossa meta é erradicar as piores e mais inescrupulosas propagandas que existem por aí”, disse Linden ao MIT Technology Review.

A pesquisa é confiável e só foi bem sucedida porque utilizou o aplicativo “ProtectMyPrivacy” (proteja minha privacidade). O software permite que o usuário escolha seletivamente os aplicativos que querem acessar.