Publicado em: quarta-feira, 27/11/2013

Pelé volta aos gramados nas telas do cinema

Pelé volta aos gramados nas telas do cinemaAção, aos 75 minutos Pelé marca o quinto gol da partida na final da Suécia consagrando a vitória de 5 a 2 contra a França. A cena que foi registrada por emissoras de todo o mundo é uma das mais marcantes da história do jogador, e mostra a perícia com que Pelé entrava em campo. Agora no Rio de Janeiro, está sendo produzido um especial de cinema que mostrará a história de Edson Arantes do Nascimento, com o título: Pelé o Nascimento da Lenda. O filme tem previsão de estrear junto a Copa do Mundo em 2014 e mostra a vida do jogador que nasceu de família humilde e aos 17 anos se consagrou como o rei do futebol brasileiro.

A final narrada anteriormente conta a história real do que aconteceu em 1958 no estádio Rasunda localizado na região de Solna em Estocolmo. Substituído em 2012 por um novo complexo de futebol, o campo ganha vida nas telas através das técnicas de ambientação tridimensional. Todos os detalhes serão demonstrados na película que também retrata o clube em que Pelé iniciou sua carreira meteórica em 1956 pelo Santos, demonstrando ainda os jogadores com seus uniformes característicos da época com chuteiras negras e cordões brancos.

Todo o sacrifício, negação, erros e sofrimento que Edson sofreu no início de sua jornada serão demonstrados até o final do Mundial de 58 quando Pelé recebe o título de Melhor Jogador Jovem da Copa do Mundo. Oficialmente os produtores e o diretor Jeff Zimbalist não comentam sobre a data oficial de lançamento do filme mas fica claro que o alvo é a Copa do Mundo. Dentre a equipe executiva de produção está Pelé com 72 anos, junto ao Paul Kemsley e Exclusive Media. O filme será produzido pelas gravadoras Seine Pictures e a Imagine Entertainment.

Baseando-se nas história contadas pelo próprio Pelé os irmãos Zimbalist escreveram um roteiro meticuloso para retratar os momentos iniciais da carreira do jogador em uma perspectiva imersiva de câmera que dará a sensação de primeira pessoa ao espectador da história biográfica. Pelé não negou em retratar tanto as partes ruins ou boas de sua carreira o que foi de grande ajuda para o roteiro co-assinado por Michael que agradeceu a dedicação do ex-jogador em colaborar com o filme.