Publicado em: domingo, 19/08/2012

Pedidos de licença médica para tratar alcoolismo bate recorde no país

Pedidos de licença médicaMarço teve um recorde histórico em relação ao número de licenças médicas que foram dadas para que trabalhadores de diversas áreas pudessem se tratar de problemas relacionados a dependência química.

Nos 31 dias do mês, o governo federal registrou que foram dados 4.120 benefícios previdenciários deste tipo. Dessa forma, a média apresentada no mês foi de cinco afastamentos de trabalhadores a cada hora.

Os dados são do Ministério da Previdência Social e é possível conferir que o aumento no número de pedidos deste gênero está aumentando gradativamente a cada ano. Entre os anos de 2006 e 2011, por exemplo, a categoria teve um crescimento acumulado de 69,9%, o que significa que no primeiro ano haviam 24.489 pedidos e em 2011 esse número passou a ser de 41.534.

Os afastamentos do trabalho que foram causados por algum tipo de dependência química mais que dobraram entre aqueles que têm carteira assinada no Brasil, de acordo com os dados dos anos de 2010 e 2011. De acordo como IBGE, os empregos formais no Brasil tiveram uma alta de 6% entre 2010 e 2011. No entanto, o número de pedidos para licenças desse gênero tiveram um aumento de 13,9% nesse mesmo período.

De acordo com os dados do Ministério da Previdência Social, o álcool é a substância que mais se destaca como sendo o motivo do afastamento de trabalhadores por mais de 15 dias. Entre os trabalhadores que pedem afastamento por conta do álcool estão pessoas de diversos setores, como médicos, advogados, empregados na construção civil, professores, entre outros. Em seguida, as substâncias que mais aparecem são cocaína, maconha e medicamentos conhecidos como calmantes.

Para Cid Pimentel, que é o diretor do Departamento de Políticas de Saúde e Segurança Ocupacional do Ministério da Previdência Social, o aumento no número de licenças por conta do uso de substância entorpecentes mostra que o consumo de drogas pelos brasileiros está aumentando e isso está refletindo no seu desempenho profissional.