Publicado em: quinta-feira, 07/07/2011

Paulo César Carpegiani é demitido do São Paulo após a 3ª derrota seguida

Depois de uma situação pouco comum no futebol, em que foi demitido e em seguida reconfirmado como treinador do São Paulo, o técnico Paulo César Carpegiani descobriu o que vivia: um momento de “aviso prévio”. Foi com esse termo que a direção do Morumbi chamou a situação de Carpegiani após as eliminações na Copa do Brasil e Paulistão. A nomenclatura apareceu hoje, quando o São Paulo comunicava à imprensa o desligamento oficial do treinador após três derrotas seguidas.

Paulo César chegou ao tricolor já na segunda metade do Brasileirão 2010, contratado junto ao Atlético-PR. Logo que desembarcou, o São Paulo melhorou na competição, subiu posições e arriscou lutar por uma vaga na Libertadores por algumas rodadas. Em 2011, o início animador empolgou a torcida. A melhor campanha da primeira fase do Campeonato Paulista, a quebra do tabu (de quatro anos sem vitória) diante do Corinthians e a consolidação de jovens promessas como Lucas e Casemiro hamonizavam o ambiente do clube.

Porém, nos últimos dois meses a torcida acostumada a vitórias e taças sucumbiu junto do time. Primeiro veio a desclassificação do Paulista para o Santos, dentro de casa, justamente para Muricy Ramalho. Depois, a eliminação em Florianópolis para o Avaí, após estar vencendo por 1 a 0 a partida de volta das quartas de final da Copa do Brasil. Com isso, o aviso prévio e polêmica com Rivaldo.

O Brasileirão 2011 começou e Carpegiani encaixou cinco vitórias nas cinco primeiro rodadas, conquistou liderança e confiança. Antes do clássico contra o Corinthians de Tite, o até então líder sofreu a dura perda de jogadores para as seleções sub 20 e principal. Com improvisos e um jogador a menos, o São Paulo foi goleado por 5 a 0 pelo maior rival. A crise se seguiu após derrotas para Botafogo e Flamengo, este último na quarta-feira por 1 a 0 – a gota d’água.

O auxiliar Milton Cruz deve comandar a equipe no domingo, diante do Cruzeiro. Com a queda de Carpegiani, os principais nomes cotados para assumir o cargo são o de Cuca e Dorival Júnior – na berlinda no Galo.