Publicado em: terça-feira, 06/12/2011

Partido governista russo perde maioria constitucional no Parlamento

As eleições parlamentares da Rússia realizadas no domingo (4) mostraram que o partido governista, Rússia Unida (RU), voltou a ganhar a maioria da casa, mas com expressividade consideravelmente menor do que aquela registrada nas últimas eleições em 2007 (64%). De acordo com os dados obtidos com os resultados parciais, o RU deve contar com 45% e 48% dos votos, enquanto o Partido Comunista (PC) deve ficar entre 21% e 23%.

A diminuição da porcentagem do RU mostra que o partido vai perder a maioria constitucional de dois terços das cadeiras do Parlamento e, com isso, “terá que buscar apoio de outros partidos”, de acordo com o próprio presidente da Rússia e líder das listas do RU, Dmitri Medvedev. A apuração parcial mostrou também outros dois partidos, o social-democrata Rússia Justa (RJ) e o nacionalista Partido Liberal Democrático, devem garantir espaço no Parlamento com 13% e 14%, respectivamente.

Com a divulgação do resultado parcial, o presidente afirmou “o partido (RU) conseguiu um resultado digno, que corresponde com sua influência política. A correlação que teremos na Duma refletirá a correlação real de forças políticas no país”. Medvedev já foi apontado como o próximo primeiro-ministro do país e disse que “50% da população apoia a RU”.

Segundo o presidente do Conselho Supremo do partido governista, Boris Grizlov, “apesar da crise econômica mundial, recebemos o apoio do eleitorado, enquanto no Reino Unido, Espanha e Portugal, as eleições de 2010-2011 mudaram os partidos governantes. Nós já podemos dizer que RU seguirá sendo (o partido) governante”.