Publicado em: quinta-feira, 01/09/2011

Para melhorar a saúde no Brasil governo cria novo imposto

A presidente da República, Dilma Rousseff, afirmou nesta quinta-feira (1°) que será preciso criar uma nova fonte de financiamento para o setor da Saúde do país, mas disse que os recursos que forem recolhidos devem ser investidos exclusivamente na saúde. Para Dilma, a aprovação da Emenda 29 deve regulamentar os gastos provenientes dos três níveis do governo com o setor não irá conseguir manter a qualidade do setor, por isso é necessária a criação de uma taxa para a aplicação de mais recursos para melhoria da saúde do país.

Dilma afirmou que com a Emenda 29 será possível restringir os recursos que são destinados a saúde, ou seja, os impostos destinados a esse setor serão exclusivos. Para ela a população precisa saber que esse investimento tem a intenção de melhorar saúde, por esse motivo a população deve estar ciente o aumento dos impostos tem esse objetivo.

A presidente ainda participou durante a manhã de quinta-feira da inauguração de uma siderúrgica na cidade de Jaceaba, no Campo das Vertentes em Minas Gerais. Enquanto estava em Belo Horizonte, Dilma evitou falar das novas taxas que devem ser fixadas, mas falou dos problemas que houveram com a Contribuição Provisória de Movimentação Financeira (CPMF) que deixou a população desgostosa, pois tinha como principio investimentos na saúde, mas seus recursos foram recolhidos para outros objetivos.

A presidente da República ainda afirmou que irá lutar para que todos os investimentos do governo federal cheguem aos seus destinos corretos e que é função do governo fiscalizar como este dinheiro é aplicado.