Publicado em: segunda-feira, 20/01/2014

Para gestor, reabertura do Belas Artes vai levar “eixo cultural” para a região

Reabertura do Belas Artes vai levar “eixo cultural” para a regiãoAndré Sturn, gestor do Cine Belas Artes, afirmou ontem que a reabertura do cinema vai proporcionar o nascimento de um “eixo cultural” na esquina da Consolação com a avenida Paulista, em São Paulo. A expectativa é que o espaço seja reaberto até a metade do ano.

Além da reabertura, a passarela subterrânea que liga o Bar Rivieira ao Belas Artes será revitalizado. O local fica do outro lado da rua e foi inaugurado recentemente. A reabertura do Cine foi possível devido a parceria feite com a Caixa Econômica Federal e a Prefeitura Municipal. Ainda de acordo com Sturm, provavelmente uma parceria com o Rivieira, tradicional bar paulistano que teve inauguração em 1949, também seja realizada.

Segundo o gestor, as negociações estão todas encaminhadas, o que falta é assinar o contrato, o que deve acontecer até o final deste mês. Dentro do Cinema haverá propagandas dos parceiros, Caixa e Prefeitura.

O Espaço não precisará passar por reformas, segundo Storm que também é diretor do MIS (Museu da Imagem e do Som), pois a estrutura interna do espaço, inclusive as salas, foram preservadas. A única coisa que será necessária será uma revitalização, pois o local está fechado há 3 anos.
O Espaço, que foi inaugurado em 1943 com o nome de Cine Ritz, terminou as atividades em 17 de março de 2011, depois de perder o patrocínio e o valor do aluguel do imóvel ter sido aumentado.

Tombamento

No ano de 2012, o Condephaat ligado à Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, aprovou o tombamento do cinema. Com essa decisão, nenhuma alteração na fachada do espaço do antigo cinema, que fica na Avenida Paulista esquina com a rua da Consolação, pode ser realizada sem autorização prévia.