Publicado em: quarta-feira, 05/10/2011

Para Dilma, UE precisa de menos ajuda financeira e mais consenso político

Em sua reunião com a União Europeia, que aconteceu nesta terça-feira (4) em Bruxelas, a presidente Dilma Rousseff disse que a UE precisa de “mais consenso político” do que recurso financeiros disponíveis para conseguir passar pela nova crise econômica que vem afetando a zona do euro.

“Como dizem alguns, não se trata de uma questão de falta de recursos financeiros (..) mas da construção de um consenso político em torno da recuperação”, comentou a presidente. Durante a sua participação, Dilma foi questionada sobre como o Brasil poderia ajudar a UE a superar a crise.

Durante a cúpula junto a União Europeia, a presidente afirmou ao apresente do Conselho Europeu e a ao da Comissão Europeia, que a Europa “pode contar com o Brasil” para conseguir superar as atuais dificuldades existentes.

“Serão muito importantes todas as medidas de ordenação macroeconômica e de ampliação da regulação sobre as unidades financeiras para superar a crise financeira internacional”, afirmou. Dilma ainda pediu aos países europeus uma “supervisão clara” no que se tratas das taxas de fluxo capital.

“Nós temos uma experiência muito complexa nesta crise: não sabemos o que significa crise bancária, não sabemos o que significa crise da dívida e não sabemos o que significa políticas de espiral descendente”, explicou ao falar que os países precisam discutir sobre as experiências que cada nação já passou.