Publicado em: domingo, 10/06/2012

Pânico na Band: Ceará é proibido de imitar Silvio Santos

Pânico na Band
O humorista Wellington Muniz, mais conhecido como Ceará e que faz parte da equipe do programa Pânico na Band, foi proibido recentemente pela Justiça de continuar fazendo suas imitações do apresentador Sílvio Santos, o seu personagem mais famoso.

A proibição foi solicitada pelo dono do SBT depois que ele teria ficado irritado com imagens suas que foram veiculadas pelo programas, mas com uma dublagem na qual ele falaria um palavrão. Há ainda boatos de que o apresentador teria ficado chateado com a mudança do Pânico para a Band, depois te ter começado uma negociação com para levar o programa para sua emissora.

Além de proibir a imitação de Silvio Santos, a liminar impede ainda que qualquer membro da equipe do Pânico se aproxime do apresentador em menos de cem metros. Caso isso não seja respeitado, o programa deverá pagar uma indenização no valor de R$ 100 mil.

Depois de 20 anos fazendo a sua imitação mais famosa, Ceará diz que não sabe o que aconteceu e que sempre fez a sua imitação como uma homenagem ao apresentador e que achava que Silvio Santos também encarasse o personagem dessa forma. Além disso, o humorista afirmou que achasse que tinha uma boa relação com o dono do SBT, pois já havia ido à emissora e porque, em 2007, Silvio tinha autorizado a imitação.

Em entrevista, o humorista afirmou que ficou sem chão e que a proibição foi um grande susto. Ceará também contou que duas semanas antes da proibição, teria ido até o salão do cabeleireiro de Silvio, Jassa, para lhe entregar pessoalmente o convite do seu casamento com Mirella Santos. A notícia chegou ao humorista no dia da cerimônia.

Ceará disse que não sabe se a Band vai recorrer da decisão na justiça, mas que tem outros personagens. Mesmo assim, o humorista afirmou que tanto ele, quanto o público, já estão sentindo saudades das imitações do personagem.