Publicado em: terça-feira, 29/04/2014

País caminha para acordo comercial com União Europeia, diz ministro

País caminha para acordo comercial com União Europeia, diz ministroA relação entre Brasil e União Européia está prestes a ganhar um novo capítulo. De acordo com o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Mauro Borges, durante o seminário “Brasil Novo”, há um acordo comercial do país com o bloco econômico europeu e que deverá ser assinado nos próximos dias.

A afirmação foi dada nesta terça-feira (29) e segundo ele, será uma forma de aproximar o Mercosul com a União Européia, ou seja, além do Brasil, os outros quarto países membros do bloco econômico sul-americano, Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela, também serão beneficiados.

Além da Europa, Mauro Borges diz que é de suma importância que o país aumente os acordos econômicos com a China, Estados Unidos e se aproxime cada vez mais do continente africano. “Precisamos também aumentar a integração com os países vizinhos, inclusive com os não membros do bloco econômico”, afirma.

O México tem sido um parceiro importante do Brasil e para o ministro, é essencial que os acordos não se limitem ao setor automotivo. Os dois países se mostraram favoráveis a uma aproximação e isso aumentaria o superávit comercial da economia brasileira.

Borges revela que a melhor forma de combater a crise é aumentar os acordos e, de certa forma, criar uma zona de livre comércio com toda a America Latina, mas que tem apresentado relutância de alguns países, dentre eles, o Chile e Colômbia.

Segundo o ministro do Desenvolvimento, o Brasil é o país com o maior superávit da América Latina, cerca de 500 bilhões de dólares ao ano, algo que nenhum outro país possui, no entanto, é preciso que a economia brasileira seja expandida, e tais acordos econômicos aumentariam a importância tupiniquim a nível global. “Ocupamos uma posição privilegiada e precisamos usufruir disto”, conta.